ESCOLA, SABER E PRÁTICAS INVESTIGATIVAS NA FORMAÇÃO DOCENTE

Francisco Diemerson Sousa Pereira

Resumo


O trabalho discute o contexto da formação docente a partir de uma análise da escola e sua organização específica na contemporaneidade, como espaço de trocas de saberes, formador de subjetividades e a inserção do educador neste novo contexto. Parte-se do pressuposto que é impossível pensar a educação sem considerar seus aspectos culturais, suas pluralidades e diferenças que estão compondo a própria condição humana. Assim, a grande função do educador tem sido a de desmontar a lógica que desumaniza o ensino,  podendo  contribuir para o processo de respeito e acolhimento ás diferenças e suas diversas nuances. O processo educacional têm se convergido para identidades plurais. Os desafios interculturais no campo educativo têm gerado reflexões teóricas e conceituais em torno da articulação entre cultura e identidade, multiplicidades e unicidade, homogeneidade e alteridade, reflexões estas que tem contribuído para uma nova dimensão do educador, buscando a valorização e a importância da diversidade na étnica e cultural na formação docente.


Palavras-chave


Escola, Contemporaneidade, Docência

Texto completo:

PDF

Referências


FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

LIBÂNEO, J.C. Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente. São Paulo: Cortez, 1998.

PALITOT, Mônica. Formação Docente: dilemas e sujeitos. São Paulo: Conceitual, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fórum: Revista de Educação, Ciência e Cultura. Número 01 Volume 01, 2013.